“Em 50 anos de atividade profissional, com inúmeras buscas e experiências, a
respiração circular me parece a melhor tentativa para resolver problemas emocionais de quem
quer que seja, e qualquer que seja a natureza do problema, e a prática frequente vai
estimulando um processo contínuo de mudança”. José Angelo Gaiarsa – Psiquiatra

IMG_6654

CONHEÇA MAIS SOBRE

TERAPIA DO RENASCIMENTO

O Renascimento (Rebirthing) não é terapia. É uma técnica de respiração consciente, um modelo de respiração circular, conectada e sem pausa, que, por vezes, se assemelha à respiração da criança recém nascida. O Renascimento também pode ser usado como prática terapêutica por profissionais habilitados.

O termo “Renascimento” surgiu quando as pessoas passaram a  relatar a sensação de ter nascido de novo após praticar a técnica. Muitas sensações positivas podem ser registradas durante e após passarem por uma sessão de Renascimento, tais como: bem-estar, relaxamento, alívios de dores emocionais, autoestima equilibrada, elevação da espiritualidade, expansão de consciência, qualidade do sono, diminuição do estresse e ansiedade, além de muitas outras sensações, emoções e comportamentos positivos identificados a curto, médio e longo prazo.

A prática do Renascimento não tem vínculos religiosos ou místicos. É uma técnica de respiração semelhante à prática da meditação e relaxamento, sendo totalmente benéfica à saúde física e mental.

Para ter a descrição completa sobre o que é o Renascimento, clique aqui.

Por que aprender a respirar corretamente é importante?

O fôlego de vida sempre foi caracterizado como o ato de respirar. Segundo as culturas mais antigas, a respiração é o ato sublime da existência desde a origem da humanidade. Logo, respirar é existir e respirar corretamente é viver uma vida plena e abundante.

RENASCIMENTO

Respiração, Emoção e Comportamento

Todo padrão comportamental está vinculado a um tipo específico de respiração e existe todo um contexto fisiológico que rege esse processo: se estamos tristes, respiramos com pouca intensidade e fraqueza; se estamos ansiosos, a respiração é curta, superficial e angustiante; quando recebemos uma boa notícia ou somos elogiados, introduzimos inconscientemente o padrão respiratório do bem-estar com uma respiração mais fluida.

Os neurotransmissores, por sua vez, são liberados de acordo com situações específicas conectadas ao padrão respiratório compatível ao comportamento presente. Se nos estressamos, nosso cérebro libera cortisol e baixa o nível de serotonina; quando estamos amando ou abraçando alguém por mais de 30 segundos, o cérebro dispara ocitocina. Percebemos, enfim, que existe uma conexão entre respiração e comportamento. Por isso, quando alguém está em pânico, por exemplo, o mais indicado no momento é adaptar um tipo de respiração profunda e suave, pois, alterando a respiração, altera também a fisiologia, o comportamento e novos comandos cerebrais disparam outros neurotransmissores.

As emoções são gerenciadas em parte pelo Sistema Nervoso Autônomo (SNA), que cria comandos de autoproteção no ser humano e, que muitas vezes, esses comandos mais atrapalham do que ajudam. Nesse contexto surgem as doenças emocionais, como: ansiedade, pânico, Síndrome de Burnout, depressão, entre outras.

O que é possivel Trabalhar

Traumas:

  • Trauma do nascimento;

    Ansiedade e estresse;

    Medos, Fobias e Traumas;

    Dores Físicas (Dor de cabeça, cansaço, bruxismo, dores no corpo, fibromialgia, etc.);

    Sentimentos negativos (Tristeza, raiva, angústia, etc.);

    Baixa autoestima;

    Falta de confiança;

    Depressão e Luto;

    Bloqueios Inconscientes;

    Sensações Limitantes;

Benefícios do Renascimento

Conheça os principais benefícios da respiração consciente em prática contínua

Equilíbrio emocional;

Resolução de padrões indesejados e sabotadores;

Aumento do estado de presença e autopercepção;

Limpeza física;

Limpeza do organismo;

Melhor qualidade do sono;

Auxílio no tratamento de maus hábitos e vícios.

Alívio de dores;

Diminuição dos níveis de estresse e ansiedade;

Redução dos sintomas psicossomáticos;

Bem Estar e relaxamento;

Melhora da capacidade respiratória;

Regulação intestinal e do humor;

Superação de medos;

Autoconhecimento e expansão de consciência;

Melhoria nos relacionamentos;

Revitalização energética;

Aumento da disposição e vitalidade;

Regulação da autoestima e autoconfiança;

Perguntas Frequentes

A sessão de Renascimento ocorre somente presencialmente e dura em média 1hora e 30 minutos. Na primeira parte é feito o alinhamento para entender a intensão da prática naquele dia, que dura em média 30 minutos. Na segunda parte acontece a sessão propriamente dita que dura cerca de 50 minutos a 1 hora. Na parte final ocorre a integração da experiência, insights, feedback e percepções obtidas como resultado da sessão.

O processo terapêutico não segue o roteiro comumente usado na psicoterapia, no qual se abordam várias circunstâncias da vida. No Renascimento, o processo é mais emocional e corporal, isto é, o corpo, intuitivamente, conduz a sessão através da respiração. O corpo é a extensão da mente e nele fica armazenado sensações e emoções inconscientes através de memórias celulares. São lembranças que podem ser acessadas mesmo que a mente se esqueça. O objetivo da sessão é permitir que tais memórias, emoções e sensações sejam acessadas e resolvidas com segurança, trazendo clareza, resolução e alívio das questões ao praticante.

A sessão acontece com o cliente deitado no colchonete e a técnica de respiração é feita pela boca durante quase toda a sessão. O terapeuta fica presente durante esse período e se encarrega de executar os ajustes necessários para que haja total aproveitamento da técnica com segurança e assertividade.

Para mais informações sobre a sessão na prática, clique aqui.

As sessões em grupo são feitas em modelo de vivenciais terapêuticas e workshops. É feito um alinhamento para conhecer as intenções de cada praticante e passar as orientações quanto à prática em grupo. Dependendo da quantidade, o terapeuta que conduz a sessão em grupo conta com a presença de auxiliares para que todos possam se sentir seguros e acolhidos.  

As sessões individuais ou em grupo podem ser feitas no colchonete, em água aquecida ou em temperatura ambiente. Cada modalidade proporciona experiências distintas, cabendo ao terapeuta interpretar a necessidade e o momento certo de aplicar cada modelo, caso haja a necessidade.

As sessões de Renascimento são indicadas para pessoas de qualquer idade, até mesmo para grávidas a partir da 13ª semana de gravidez.

As sessões de Renascimento são contraindicadas para pessoas com tendências a surtos psicóticos, epilepsia e esquizofrenia.

Siga as nossas mídias sociais e tenha acesso a todo conteúdo sobre a Prática Terapêutica do Renascimento, incluindo o Curso de Formação em Renascimento.

Para mais informações sobre: Psicologia Perinatal, Terapia do Renascimento e técnicas de Respiração Consciente, confira nosso blog. (link)

“Em 50 anos de atividade profissional, com inúmeras buscas e experiências, a
respiração circular me parece a melhor tentativa para resolver problemas emocionais de quem
quer que seja, e qualquer que seja a natureza do problema, e a prática frequente vai
estimulando um processo contínuo de mudança”. José Angelo Gaiarsa – Psiquiatra

RENASCIMENTO © 2021 TODOS OS DIREITOS AUTORAIS RESERVADOS | DESENVOLVIDO POR ESTAÇÃO INDOOR AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL.

O fôlego de vida sempre foi caracterizado como o ato de respirar. Segundo as culturas mais antigas, a respiração é o ato sublime da existência desde a origem da humanidade. Logo, respirar é existir e respirar corretamente é viver uma vida plena e abundante. Podemos ficar dias sem comer ou beber, mas sem respirar apenas poucos minutos. Isso indica que a respiração é o fator mais importante para a manutenção da vida. E ao contrário de comer e beber, respirar não possui custo ou dificuldade alguma. Respirar representa o primeiro contato que tivemos com o mundo externo fora do ventre; começamos o ciclo da vida pela presença da respiração e encerramos com a ausência dela.

Por causa da vida agitada não percebemos quantas vezes respiramos por dia. Também não notamos quantas oportunidades de respirar melhor perdemos por sermos pressionados pelas muitas atividades que nos rodeiam. Nos permitimos ser conduzidos pelas dificuldades e nos esquecemos que possuímos uma habilidade nata que pode transformar a nossa realidade, que é a respiração.

Para saber mais sobre a importância de se respirar corretamente, clique aqui.

Respiração, Emoção e Comportamento

As emoções são gerenciadas em parte pelo Sistema Nervoso Autônomo (SNA), que cria comandos de autoproteção no ser humano e, que muitas vezes, esses comandos mais atrapalham do que ajudam. Nesse contexto surgem as doenças emocionais, como: ansiedade, pânico, Síndrome de Burnout, depressão, entre outras.

Não temos o poder de decidir o que vamos ou não sentir, mas temos a autonomia do que fazer com aquilo que sentimos. Ou seja, você pode decidir continuar sendo controlado pelas suas emoções ou assumir o controle delas dentro de você. E para isso, o ponto de partida é respirar corretamente, pois a respiração tem o poder de alterar positivamente o sistema automático das emoções gerenciadas pelo SNA.

A proposta do Renascimento vai além de uma técnica de respiração. Ela permite que no processo terapêutico o indivíduo tenha autonomia sobre suas emoções e, ao ter autocontrole, expanda as possibilidades, podendo realizar sonhos antes bloqueados, enxergando o mundo com outros olhos, dando sentido a todas as coisas.

Quer saber mais sobre como as emoções estão conectadas ao modelo de respiração, clique aqui.